Inspiração: Soltar

controle-inspiracao-soltar-POST

Por Thays Prado
Imagem: “Colours” por Camdiluv

Uma expressão em inglês muito utilizada por pessoas espiritualistas é “let go”, que poderíamos traduzir para o português como “deixar”, “liberar” ou “soltar”.  Normalmente, se fala de soltar a ansiedade, deixar ir embora o medo, liberar a necessidade de controle… Recentemente, me deparei pela segunda vez com um texto, cuja autoria desconheço, que esclarece o que vem a ser esse estado de “let go”. Tive vontade de compartilhar. Então, segue a tradução abaixo:

Soltar

Soltar não significa parar de ser cuidadoso, significa “eu não posso fazer isso por outra pessoa”.
Soltar não é me desligar, é me dar conta de que eu não posso controlar o outro.
Soltar é admitir minha impotência, quer dizer, o resultado não está em minhas mãos.
Soltar não é ser permissivo, mas aceitar aprender com as consequências naturais dos acontecimentos.
Soltar não é tentar mudar ou culpar alguém, é fazer o máximo de mim, do que me cabe.
Soltar não é julgar, mas permitir que o outro possa ser um ser humano.
Soltar não é estar no meio, controlando as consequências, mas deixar que os outros afetem seus próprios destinos.
Soltar não é ser protetor, mas permitir que o outro possa encarar a realidade.
Soltar não é negar, mas aceitar.
Soltar não é resmungar, repreender ou argumentar, mas reconhecer minhas próprias deficiências e corrigi-las.
Soltar não é ajustar tudo aos meus desejos, mas tomar cada dia como ele é e me acalentar nele.
Soltar não é criticar e regular ninguém, mas procurar me tornar o que eu sonho em ser.
Soltar não é me arrepender do passado, mas crescer e viver para o futuro.
Soltar é ter menos medo e amar mais.



1 Comentário

    Eu diria, se me permite, que a melhor tradução seria: desapegar.
    Das coisas mais difíceis de se conseguir alcançar nessa vida presa ao material e corporificada que vivemos, mas que abre horizontes imensos quando, finalmente, aprendemos a desapegar.
    Bjus!

Deixe uma resposta