Quanto vale uma espécie viva?

????????

Diretamente da costa brasileira surge o primeiro herói da América do Sul que pode combater a superbactéria Klebsiella pneumoniae carbapenemase. Quem? O nome científico é complicado, mas pode chamar pelo apelido de KPC que também está certo. Essa vilã é um microorganismo encontrado em hospitais e mata centenas de pessoas por ano no Brasil. Desde que apareceu no país pela primeira vez, a presença da bactéria aumentou dez vezes!

A boa notícia é que uma espécie encontrada exclusivamente no nosso litoral, o coral orelha-de-elefante, consegue combater essa superbactéria. Testes realizados por pesquisadores brasileiros mostraram que toda a população de KPC foi exterminada após 12 horas em contato com o coral. E não para por aí. Acredita-se que o orelha-de-elefante também possa combater outras bactérias.

Mas no meio da solução, existe um problema: o coral está ameaçado de extinção por causa da coleta para venda em aquários e lojas de lembrancinhas para turistas. Você deve estar se perguntando como as pessoas têm co-ra-gem de vender uma espécie tão importante. É verdade! Provavelmente essas pessoas  não sabem de todo o bem que ela faz. E será que sabemos o bem que cada parte da natureza faz? Não, nós nao sabemos nem quantas espécies existem. Prova disso é que no ano passado foram descobertas 56 novas espécies na Amazônia, tanto animais quanto plantas. Estudiosos também afirmam que sabemos pouco sobre as espécies, as relações entre elas, os benefícios que trazem para a natureza e suas funções. Quanto vale uma planta que cura uma doença? E se essa plantinha for um pouco feia, sem flor, dessas em que a gente pisa sem perceber, arranca e ela desaparece como as espécies em extinção? Quanto vale a vida de sapos que se alimentam de um mosquito que causa problemas? Se os sapos diminuem, os mosquitos se multiplicam e os problemas também.

“Biodiversidade” se refere à riqueza e variedade do mundo natural. Um bom exemplo de lugar com biodiversidade rica é a Amazônia, que abriga muitas e diferentes espécies. Quanto maior a variedade de seres vivos, mais equilibrada e saudável é a vida de todos, inclusive a nossa. Que tal observar essa riqueza mais de perto? Sob a supervisão de um adulto, vá ao ar livre onde tenha natureza, como um parque ou uma fazenda, e fotografe as plantas e animais que chamarem a sua atenção. Quais espécies são bonitas? Quais são estranhas? Quais estão sendo vistas pela primeira vez? Qual será a função delas na natureza? Conheça, crie seu álbum digital, divirta-se! Por falar em diversão, veja o vídeo que mostra como tudo está conectado:

 



Deixe uma resposta